Miller: “Eu não traí o Ministério Público, de jeito nenhum”

Questionado pelo deputado Francischini, do Solidariedade do Paraná, o ex-procurador do MPF Marcelo Miller disse, na CPI da JBS, não considerar que traiu o Ministério Público ao deixar a força-tarefa da Lava Jato e indo trabalhar na empresa que fecharia delação.

“Eu não traí o Ministério Público, de jeito nenhum.”

Miller afirmou que não contou em qual empresa iria trabalhar, mas deixou claro para Rodrigo Janot e para quem o perguntava no MPF o que iria fazer: “advogar em um escritório que era líder no segmento de compliance”.

"Eu não traí o MP" diz Miller na CPMI da JBS 06:26

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Jânia Paula disse:

    O eterno discurso dos togados, quando não se vitimizam e se personificam em classe, explicam! Tipo, Miller: - Ó, é o seguinte: estava num motel com 2 caras, sem roupas, só de meias. Não estava completamente nu, houve penetração, muita oralidade e dedada, mas eu estava usando meias. As gravações comprovam que estava protegido, é uma cultura entre os togados se protegerem! Jamais ficamos nus, usamos meias sempre! Com meias podemos explicar, é só pagar a palestra. Não é só a JBS quem paga pelas delações. Mas, como usamos meias sempre, nos protegemos e podemos explicar: estava num motel com 2 caras, sem roupas, só de meias, houve penetração, muita oralidade e dedada, mas eu estava usando meias. Explicado, tudo certo e legal! Muito obrigado! Em 2018 votem na nossa agenda anticorrupção!

    1. CONCLUSÃO: a questão é de conhecimento para se empregar da técnica interpretativa correta. Miller não mentiu. De fato, jamais traiu o Ministério Público Federal - MPF, NÃO SE TRAÍ QUANDO TUDO QUE SE FAZ É EFETIVAR A CULTURA INSTITUCIONAL.

Ler comentários
  1. Van/1 disse:

    O cara é um Judas! Traiu por 30 dinheiros, sim! ... Quer dizer muito + q 30. Consta q foram 27 milhões! De dolares? Me engana q eu gosto!

  2. marcelo disse:

    O Papa Francisco vem ai ! Vamos canoniza-lo! Santo Miller, padroeiro do Ministerio Publico. Oremos!

  3. Sergio Luiz disse:

    Tão inocente. Devia ser a festa dos amiguinhos quando criança.

  4. minha opinião disse:

    GEDEEL LOURES YUNES disse: 29 de novembro de 2017 às 11:07 Essa CPMI não tem outro objetivo a não ser tentar desacreditar Janot como bóia de salvação para Temer, pego em flagrante combinando propina com Joesley no porão do Jaburu ( uma VERGONHA ) não vão conseguir uma versão que convença a sociedade disso, simplesmente porque não existe. Janot foi um PGR corajoso, verdade incontestável. Só Mavs não aceitam. Concordo 💯 % esse é o objetivo, mas quem acredita em CPMI presidida por Marun?

    1. Trator, você arrasou com o Petralha tendencioso ! Se bem que falar em Petista tendencioso e redundância.

    2. Sua opinião é zero. Opinião tendenciosa, típica de petralha comunista