Eunício confirma votação de Aécio amanhã

Eunício Oliveira cedeu à pressão dos tucanos e manteve para amanhã a votação que poderá derrubar a decisão do STF de afastar Aécio Neves do mandato de senador.

“Não tenho como adiar votação que foi feita por regime de urgência assinado por quase totalidade dos líderes e aprovado em votação nominal”, justificou o presidente do Senado.

Eunício se reuniu mais cedo com Rodrigo Maia e Cármen Lúcia.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 36 comentários
    1. A decisão é ilegal e afronta a CF. O Senado tem q mostrar sua independência agora Se curvar-se a esse Stf criativo ilegal q não respeita a Cf será o fim de tudo A solução está na lei, fora disso só existe a força e isso não se admite.

    2. Aplica-se no senado o mesmo princípio utilizado na homeopatia, ou seja, “similia curantur similibus”, que traduzindo é “o semelhante cura o semelhante”. No caso Aécio, se não curar, vai salvar, porque desonestidade não tem cura.

    3. Ao manter votação envolvendo o afastamento de Aécio, Eunício Oliveira confessa que o STF não lhe deu garantia alguma de que decisão na ADI que analisa esse tema será favorável ao Senado.
      .
      O Senado quer dar um golpe na República. Negar validade à decisão do STF afronta a tripartição de poderes, base do princípio republicano.
      .
      Parlamentares agindo como se tivessem direito adquirido ao mandato. Não têm. O mandato é do povo e pode ser revogado judicialmente. Cabe ao judiciário afastar, todo e qualquer agente político, incluídos o parlamentar, acusado de atentar contra o interesse público, medida, aliás, prevista na lei de improbidade administrativa:
      Art. 20. A perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos só se efetivam com o trânsito em julgado da sentença condenatória.
      Parágrafo único. A autoridade judicial ou administrativa competente poderá determinar o afastamento do agente público do exercício do cargo, emprego ou função, sem prejuízo da remuneração, quando a medida se fizer necessária à instrução processual.
      .
      Histeria dos senadores na defesa de Aécio é análoga àquela dos bandidos que, encurralados, nada têm a perder. Tratados como bandidos devem ser.

    4. O grau de influência de Mourão sobre os quartéis é controverso, mas o general tem uma tropa. São apenas 3 soldados, que não usam uniforme, mas valem por várias divisões blindadas. Seus nomes: Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber.
      >
      Quando determinou as medidas contra Aécio, o trio decidiu cassar as prerrogativas do Congresso. O ‘caos’, motivo sugerido por Mourão para sua intervenção militar, nasce do choque entre Poderes fora do marco da Constituição.
      >
      O STF flerta, há tempos, com o caos. A suspensão de Eduardo Cunha foi um exercício de direito criativo. A sentença, qualificada como uma ‘excepcionalidade’ por Teori Zavascki, serviu de precedente para Marco Aurélio pedir o afastamento de Renan Calheiros.
      >
      O Supremo existe para proteger-nos da excepcionalidade. Mas nosso STF viciou-se na exceção. A lei é geral: vale para Aécio, Calheiros, Cunha, o diabo e a avó do diabo.
      >
      Caos: a soma de um STF que ignora a Constituição com um Congresso que, mesmo desprezado, tem agora a oportunidade para desmoralizar juízes sem juízo.
      >
      Os magistrados talvez imaginem que afastam a sombra de Mourão ao violar a lei para combater a corrupção. Enganam-se: fora da lei, existe apenas a força.

    5. Eu fui um dos poucos que previram isso, “black blog”. É só buscar nos meus comentários anteriores. O “black blog” não aprende porque não quer. E, claro, porque as orgs. globo não deixam. O Senado vai meter uma estaca no coração da trinca bolivariana do STF. E não pense que eu fico satisfeito por ser o Aécio. Absolutamente. A seu tempo Aécio prestará contas de seus atos. Porém, a minha satisfação é presenciar o STF levar uma bordoada no meio da canela para aprender a respeitar a Constituição Federal que ele deveria defender e preservar. Assim, no dia 11, o julgamento no STF já será, praticamente, carta fora do baralho. Entretanto, “black blog”, torno a dizer e marque aí, para não esquecer: no dia 11, quando já estiver com a viola no saco, a trinca bolivariana-madurenha do STF só vai agregar o voto do Fachin “atchim” Saud. E a harmonia e independência dos Poderes vai prevalecer por 7X4.

      1. Ô filhote de num sei o que. A questão não é sobre prisão. Não importa se a medida implica ou não em prisão. Só um energúmeno se atém a isso. O buraco é mais embaixo. É o mandato de um senador cujo estado que ele representa não pode ficar prejudicado. Se um senador não está cassado, e fica impedido de representar o seu estado no Senado, não se pode convocar o seu suplente e é o Estado que fica prejudicado. Fico por aqui, e não vou perder o meu tempo com quem lambeu fralda quando criança. Depois vc “vorta”, mas sem xingar.

      2. .
        Ô filhote do Reinaldo Azevedo. Por que você não vai para o blogue dele defender bandido?
        .
        Onde esté escrito na Constituição que ficar em casa à noite é prisão? Só na cabeça dos descerebrados que não tem com o que argumentar. Só sabem fazer mimimi e xixi na cama!
        .
        Volta para lá e adore o seu advogado de bandidos. Aqui vocês não enganam ninguém.
        .
        INTEVENÇÃO MILITAR é a solução.
        .

    6. O Senado não tem poder para descumprir decisão da Suprema Corte.
      Ocorrendo nessa grave quebra constitucional, a constituição autoriza a Intervenção Militar.
      Então é de bom senso que o Senadores pensem bem se não podem acabar em uma Corte Militar.

      1. O STF só existe para fazer com que todos obedeçam a CF 88.
        A CF88 diz que só o senado pode afastar um senador.
        Os 3 patetas pisaram na CF88 e caso houvesse uma intervenção seriam os 1ºs a ser julgados, pois não podem alegar ignorância.
        Mais uma coisa; as Forças Armadas só agem dentro da CF88.

    7. Senado romano dando resposta ao STF imperador!
      Onde há legitimidade, não terá justiça e onde houve tentativa de justiça, não teve legitimidade.
      E a plebe no The Amazing World of Gumbal que o mainstream cria.

    8. INTERVENÇÃO MILITAR/CIVIL JÁ!
      QUE SEJA MARCADA ELEIÇÃO GERAL, SENDO PROIBIDO PARTICIPAR TODO ELEITOR QUE EXERÇA, OU EXERCEU NOS ÚLTIMOS 30 ANOS, QUALQUER CARGO ELETIVO (DE VEREADOR A PRESIDENTE DA REPÚBLICA), EXTENSIVO AOS PARENTES ATÉ O SEGUNDO GRAU.
      QUE OS LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO, SEUS CÚMPLICES, COMPARSAS E OS ACOVARDADOS DO STF (conforme assim os denominou o Luladrão), SEJAM JULGADOS PELO SUPERIOR TRIBUNAL MILITAR.

      1. Mas quem chamou pra briga foi o STF nomeado por Dilma e Lula…
        STF está aí pra defender a constituição e não para rasgá-la.
        Não foi esse STF petista que transformou o Bolsonaro em “apologista do estupro”, logo o capitão que defendia a aplicação de medidas severas aos estupradores?

    9. O STF foi quase todo nomeado por Lula e Dilma.
      Quem é de direita e de centro e acredita na isenção desses ministros petistas deve procurar tratamento.
      Ah! E, no momento adequado, vão f….. o Bolsonaro também.

    10. RESUMO DA ÓPERA: STF DESMORALIZADO E ACOVARDADO!
      Quero VOTO NOMINAL ABERTO para ver os senadores petistas votando à favor de Aécio!
      VERGONHA! SÃO TODOS IGUAIS! SÃO LIXOS!

      1. STF é um Tribunal frouxo, refém dos próprios ministros que sempre conviveram coniventes com a corrupção até que se tornasse endêmica. Acho que agora o paciente (Estado Eventual de Direito) entra em coma e logo, logo morre.

    11. Esse Eunício porá em risco institucional o Senado e a si próprio. A deliberação, além de nula, acarretará em crime para o Presidente do Senado! Além disso, cabe avaliar a pressão exercida pelo Aécio (sem partido) nos demais.