Eurasia: Bolsonaro, Marina e Barbosa são 'o maior risco'

A consultoria Eurasia diz que o maior risco nas eleições de 2018 não é a vitória de um candidato populista, mas a de um “quase reformista”, informa o Valor.

Estão nesse grupo, segundo a empresa, Jair Bolsonaro, Marina Silva e Joaquim Barbosa.

Um “quase reformista”, ainda de acordo com a Eurasia, é alguém que afirma apoiar as reformas, mas pode não ter a “convicção necessária e a capacidade para aprová-las no Congresso”.

Na visão da consultoria, um candidato com essas características tem 40% de chances de ganhar as eleições.

Comentários

  • Antonio -

    Eurasia não vê perigo num candidato que recebe apoio do partido Comunista chinês? Conclui-se assim que Eurasia é mais uma globalista com interesse em desinformar.

  • amaury -

    Todo brasileiro se acha detentor do melhor diagnóstico de tudo e particularmente apto para técnico de futebol e presidente da república. Basta ouvir os delírios que saem nas imprensas e nos botequins.

  • Hammer -

    O PSDB ficou 8 anos na presidencia e não fez as reformas necessárias, porque faria agora com o santo alckmim? Ou os eurasianos de putin e xi preferem ciro gomes?

Ler 143 comentários