Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Evangélicos não podem compactuar com o tratamento que o bolsonarismo dispensa à morte"

“Evangélicos não podem compactuar com o tratamento que o bolsonarismo dispensa à morte”
Foto: Isac Nóbrega/PR

O conservadorismo “continua ainda aderido à extrema direita, apesar de fissuras se fazerem cada vez mais presentes”, diz Denis Rosenfield.

“Os evangélicos prezam a solidariedade, a compaixão, os valores morais, são reconhecidos como pessoas que reverenciam as virtudes e o trabalho, logo, não podem compactuar com o tratamento que o bolsonarismo dispensa à morte, à doença, o seu desprezo pela vida. Quando a morte e a doença batem à porta, pelo descaso e pela inépcia governamentais, um limite está sendo ultrapassado (…).

O conservadorismo no Brasil, fortemente ancorado em valores morais de cunho religioso, está baseado no amor ao próximo, e não em sua exclusão ou potencial eliminação.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO