Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Evento virtual de 1º de maio com FHC, Ciro e Dilma é marcado por críticas a Bolsonaro

Evento virtual de 1º de maio com FHC, Ciro e Dilma é marcado por críticas a Bolsonaro
Reprodução/Brazil Conference/YouTube

Um evento virtual em celebração ao Dia do Trabalhador promovido por Centrais Sindicais, e que reuniu os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), além do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), foi marcado por críticas ao governo Jair Bolsonaro.

A transmissão também foi usada como palanque eleitoral com vistas à campanha de 2022. Para Ciro Gomes, o 1º de maio de 2021 pode ser considerado um dos piores momentos da história política brasileira. “Só sairemos mais rápido (dessa tragédia) se todos nos unirmos na busca das melhores soluções para o Brasil. Não podemos nos enganar, só chegamos ao ponto em que chegamos porque os sucessivos fracassos de modelo econômico, modelo político”, disse Ciro.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por sua vez, evitou confrontos diretos com Bolsonaro, mas disse que o momento é de “pensar nos trabalhadores”. “Eu diria que a questão fundamental do nosso País, hoje, é reabrir a economia de modo tal que ela possa permitir que nós tenhamos trabalho e renda para nossas famílias. Depois a educação, que também é fundamental”, disse FHC.

Já Dilma Rouseff responsabilizou Bolsonaro pelo número de desempregados hoje no país. “O altíssimo desemprego e as infames condições de trabalho (precário e intermitente, legados da reforma trabalhista) aliados ao desleixo do governo no comando da pandemia são responsáveis por produzir os níveis devastadores de fome, miséria e mortes”, disse a ex-presidente.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO