Por quanto tempo?

Algumas montadoras de veículos cogitam deixar o Programa de Proteção ao Emprego por não ser suficiente para segurar o excesso de mão de obra na crise. Atrasos no reembolso do Fundo de Amparo ao Trabalhador também influenciam a decisão.

Suspensão de contratos, férias coletivas e folgas extras são alternativas exploradas pelas empresas para evitar mais demissões.

Por quanto tempo conseguirão evitar o pior?

Faça o primeiro comentário