ACESSE

Ex-assessores de Flávio sacaram 7,2 milhões

Telegram

Ex-assessores de Flávio Bolsonaro, suspeitos de alimentarem o esquema de rachadinha na Alerj, sacaram 7,2 milhões, 60% do que receberam de salário no gabinete, informa o Estadão.

O levantamento leva em conta 24 ex-funcionários, sendo 12 ligados a Fabrício Queiroz, 10 ligados a Ana Cristina Valle (ex-mulher de Jair Bolsonaro) e 2 ligados a Adriano da Nóbrega (chefe de milícia, morto em confronto com a polícia neste ano).

O período dos saques em dinheiro coincidem com o de pagamentos que Flávio fez em espécie, como para a compra de dois imóveis em Copacabana. Em 2012, ele pagou R$ 638,4 mil em dinheiro ao vendedor; em 2008, usou R$ 86,7 mil em espécie para comprar 12 salas comerciais.

Leia mais: Por que os depósitos de Queiroz para Michelle Bolsonaro NÃO foram incluídos na investigação da 'rachadinha'? Estratégia

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 44 comentários