Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-CEO da Pfizer confirma que Bolsonaro foi informado sobre entraves nas negociações com a Saúde

Carlos Murillo disse à CPI da Covid que relatou a Bolsonaro e Guedes o 'status' das negociações, mas nenhuma providência foi tomada
Ex-CEO da Pfizer confirma que Bolsonaro foi informado sobre entraves nas negociações com a Saúde
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Carlos Murillo, ex-CEO da Pfizer no Brasil, confirmou que telefonou para Fabio Wajngarten, após o envio de um email à matriz da empresa. E que, na chamada, conversou com Paulo Guedes e Jair Bolsonaro.

“Liguei para o Fabio e ele me perguntou o status das negociações com o governo do Brasil. Eu comentei a ele as ofertas feitas e ele me solicitou se poderia aguardar na linha. Logo, diss: ‘estou aqui com o presidente Bolsonaro e o ministro Guedes’. Eu repeti o que tinha comentado com ele, que nós tínhamos enviado as propostas e estávamos nas discussões com o Ministério da Saúde sobre o potencial fornecimento da vacina. O ministro Guedes perguntou o quantitativo acertado e indicou que o Brasil precisava de mais quantidade. Eu respondi que nós íamos continuar procurando fornecer o maior quantitativo possível.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO