Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-CEO da Pfizer diz que oferta tinha validade de 15 dias: "Não tivemos resposta"

Farmacêutica fez três ofertas ao Brasil para fornecimento de vacinas
Ex-CEO da Pfizer diz que oferta tinha validade de 15 dias: “Não tivemos resposta”
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Carlos Murillo, ex-CEO da Pfizer no Brasil e atual gerente-geral para a América Latina, disse à CPI da Covid que a oferta feita em agosto tinha validade de 15 dias. “Passados esses 15 dias, o governo nem aceitou, nem rejeitou a oferta. […] Não tivemos resposta positiva, nem negativa.”

Segundo Murillo, o montante de 70 milhões previa a entrega de um primeiro lote de 1,5 milhão de doses ainda 2020. Caso o governo firmasse o contrato, a farmacêutica poderia tentar garantir mais doses ainda no ano passado.

“As propostas foram todas formalizadas através de documentos enviados ao Ministério da Saúde”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO