Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-chefe da PF no Rio admite que foi consultado por Ramagem sobre promoção

O delegado Carlos Henrique Oliveira de Sousa retificou hoje seu primeiro depoimento no inquérito sobre a interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal.

No novo depoimento, obtido por O Antagonista, ele admitiu que, no dia 27 de abril, recebeu uma ligação de Alexandre Ramagem para assumir a Diretoria Executiva da PF.

Em seu primeiro depoimento, no dia 13, Carlos Henrique negou a sondagem. Na nova oitiva, “o depoente [Carlos Henrique] informa que recebeu tal convite no dia 27 de abril de 2020, e responde afirmativamente na manhã do dia 28”.

Carlos Henrique disse hoje que conheceu Ramagem em 2016, durante os preparativos da PF para a segurança de atletas e autoridades que participariam das Olimpíadas e que também trabalhou com Ramagem, quando este cuidava da segurança pessoal de Bolsonaro, em 2018.

“No entendimento do depoente ele mantém com ALEXANDRE RAMAGEM um relacionamento estritamente profissional”, afirmou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO