Ex-colega de Bolsonaro nas Agulhas Negras é cotado para chefiar Exército

O general-de-exército Edson Leal Pujol, 63, é considerado por oficiais como o nome natural para substituir Eduardo Villas Boas, 66, que deixará o comando do Exército em dezembro, informa a Folha.

Ex-comandante das forças da paz da ONU no Haiti, Pujol apareceu no noticiário em setembro de 2017, quando sugeriu que os insatisfeitos com a situação política do país fossem para a rua “ordeiramente”.

Gaúcho de Dom Pedrito, Pujol é o oficial mais antigo entre os 17 generais-de-exército, conhecidos como “quatro estrelas”, que estão na ativa.

O FIM DOS AMIGOS DA ONÇA NO PLANALTO. LEIA AQUI

Oficiais o consideram um “liberal”, um “democrata” para os padrões militares e um dos generais com melhor formação. Tem boas relações com Jair Bolsonaro, de quem foi colega na Academia Militar das Agulhas Negras, nos anos 70.

Comentários

  • MARIA -

    Tem que tirar esse Vidas Boas comunista que só sabe dar pitaco e não faz nada! Liberdade! Abre suas asas serão abertas sobre o Brasil!

  • antonio -

    ele é dos bons é não irá fazer o que a CNBB e a máfia pt desejam. ignorar a baderna

  • Marcelo -

    Os Generais Heleno, Mourão, Santos Cruz e Pujol terão grande influência no governo Bolsonaro! Voto útil 17 ! É melhor Jair se acostumando !

Ler 63 comentários