ACESSE

Ex-diretor da Engevix pede anulação de sentença; Lewandowski decide

Telegram

O ex-diretor da Engevix Gerson de Mello Almada pediu hoje ao STF a anulação de duas condenações contra ele na Lava Jato.

O pedido baseia-se na decisão da Segunda Turma que, na terça (27), anulou a sentença de Aldemir Bendine porque seu autor, Sergio Moro, abriu prazo conjunto para todos os réus apresentarem alegações finais.

Para a maioria da Segundona, o correto seria primeiro se manifestarem os réus delatores e, depois, os delatados.

Detalhe importante: o pedido de Almada não será julgado por Edson Fachin, relator da Lava Jato, mas por Ricardo Lewandowski. A defesa do ex-diretor da Engevix fez um pedido de extensão do benefício no mesmo processo de Bendine.

Como Fachin foi derrotado na votação de terça, o relator para o caso, pelo regimento do STF, passa a ser o primeiro a divergir – no caso, Lewandowski.

Ministro Ricardo Lewandowski durante sessão da 2ª turma do STF.

Para Lava Jato, decisão do STF pode levar à anulação de mais condenações. SAIBA MAIS AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 63 comentários