Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-empregado acusa ex-mulher de Bolsonaro de forjar roubo de Land Rover

Segundo Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, Ana Cristina Valle tentou aplicar golpe com a colaboração de um miliciano para receber R$ 135 mil de seguradora
Ex-empregado acusa ex-mulher de Bolsonaro de forjar roubo de Land Rover
Foto: Reprodução, Facebook

Em entrevista ao site Metrópoles, Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, ex-empregado da família Bolsonaro, afirmou que Ana Cristina Valle, a segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro, forjou o roubo de um carro em fevereiro de 2008 para receber R$ 135.135 referentes ao seguro do veículo.

Segundo Santos, o episódio ocorreu quando Ana Cristina já estava separada do presidente. O automóvel seria da marca Land Rover, cujo modelo mais barato hoje não sai por menos de R$ 200 mil.

O ex-empregado da família Bolsonaro afirmou que o golpe foi aplicado por ela e por um miliciano de Rio das Pedras (favela da zona oeste do Rio controlada pela milícia), também chamado Marcelo, com quem Ana Cristina teria se envolvido.

Sempre de acordo com Santos, o carro supostamente roubado foi escondido na oficina do suposto miliciano, onde havia um desmanche nos fundos.

O ex-empregado alega ainda que Jair Bolsonaro soube da tentativa de golpe e teria avisado a Porto Seguro sobre o plano, travando o pagamento e fazendo com que Ana Cristina ficasse sem o dinheiro e sem o carro.

O processo que a ex-mulher de Bolsonaro moveu contra a seguradora, no entanto, conta uma história diferente. Segundo o Metrópoles, Ana Cristina pediu o ressarcimento de R$ 135 mil pelo suposto roubo, mas a Porto Seguro alegou ter suspendido o pagamento por ordem da autoridade policial.

Em seguida, a mãe de Jair Renan entrou com nova ação contra a seguradora, dessa vez por danos morais.

No fim, Ana Cristina foi denunciada por fraude para recebimento de indenização ou valor de seguro e comunicação falsa de crime, mas acabou absolvida em fevereiro de 2011 por falta de provas.

Já a Porto Seguro foi condenada a pagar os R$ 135.135 para Ana Cristina e a arcar com os honorários do processo.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO