Ex-ministro reage à punição e diz que Conselho 'nada mais é do que uma câmara de gás petista'

Ex-ministro reage à punição e diz que Conselho nada mais é do que uma câmara de gás petista
Plenário do Senado Federal durante sessão de debates temáticos destinada a discutir o Projeto de Lei da Câmara nº 38, de 2017, que regulamenta a Reforma Trabalhista. Em pronunciamento, ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O ex-ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira reagiu à pena de censura pública imposta a ele há pouco pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos — veja aqui.

Em nota enviada a O Antagonista, ele disse acreditar que foi condenado por ter levado dois meses para publicar a lista do trabalho escravo.

“Essa condenação, para mim, é motivo de honra, pois foi mera retaliação pelo meu trabalho em favor da reforma trabalhista, que hoje já mostra seus efeitos na ampla retomada da empregabilidade.”

Nogueira acrescentou:

“O julgamento foi político, como inclusive admitido pelos próprios membros do Conselho, que nada mais é do que uma câmara de gás petista, onde um dos conselheiros tinha em seu computador um adesivo escrito ‘Abaixo o golpe! Não a prisão de Lula’. Diante disso, nada mais precisa ser explicado.”

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA
Mais notícias
TOPO