ACESSE

Ex-PM acusado de matar Marielle é indiciado por tráfico de armas

Telegram

Preso desde março de 2019 por envolvimento nos assassinatos de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, o ex-PM Ronnie Lessa foi indiciado por tráfico internacional de armas, registra O Globo.

Segundo Marcus Amim, chefe da delegacia especializada em armas e munições do Rio, Lessa traficava peças de armas da China desde 2014.

O delegado afirma que as peças, compradas pela internet, eram encaminhadas para os EUA, onde a filha do ex-PM –Mohana Figueiredo, também indiciada– morava e trabalhava como treinadora de futebol.

Sempre de acordo com Amim, Mohana trocava as embalagens originais e a identificação do material para enganar a fiscalização nos aeroportos e facilitar a entrada das peças no Brasil.

No Rio, Lessa montava as armas e as vendia para traficantes e milicianos.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários