Ex-porta-voz diz que falta 'amadurecimento intelectual' a Bolsonaro

Ex-porta-voz diz que falta amadurecimento intelectual a Bolsonaro
Foto: Alan Santos/PR

Ex-porta-voz de Jair Bolsonaro, o general Otávio Rêgo Barros divulgou nesta quarta-feira (31) mais um artigo com fortes críticas ao presidente.

No artigo, Rêgo Barros —sem citar nominalmente Bolsonaro— diz que o presidente “não é mais um militar” e que “o amadurecimento intelectual — característica marcante na formação dos atuais chefes— não esteve presente em sua trajetória”.

“Permaneceu como aluno, cadete e oficial cerca de 15 anos. Como político, mais de 30 anos”, escreveu o ex-porta-voz.

Rêgo Barros também comentou a crise que culminou na saída de Fernando Azevedo e Silva da defesa e na troca dos comandantes das Forças Armadas.

“Seu aparente desejo de transformar essa centenária instituição, detentora dos mais altos índices de confiabilidade, em uma estrutura de apoio político afronta tudo o que defendem as Forças Armadas em sua atitude profissional. Buscar adentrar as cantinas dos quartéis com a política partidária é caminho impensado para as Forças Armadas. Elas já estão vacinadas contra esse vírus.”

Não deixa de ser uma maneira elegante de chamar alguém de burro.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO