Ex-presidente do PHS teria torrado irregularmente 3 milhões do fundo partidário

A atual gestão do PHS, presidido há oito meses pelo deputado Marcelo Aro, entrou com uma ação de improbidade administrativa contra o ex-presidente da legenda, Eduardo Machado, afastado no início deste ano depois de acusações de uso indevido do fundo partidário.

A nova cúpula abriu uma auditoria para apurar “gastos abusivos” — O Antagonista soube que foram constatadas despesas irregulares que somam mais de 3 milhões de reais.

Na ação, o PHS pede a indisponibilidade de bens do ex-presidente.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler comentários
  1. PAULO disse:

    é bom esmiuçar...sempre tem 'despesas lindas' nestes gastos ! geralmente usam mini saia...

  2. Maria disse:

    Foi um dos convidados de Temer para seu governo.

  3. eduardo disse:

    Se a lava jato tornou mais difícil roubar de estatais e empresas privadas rouba-se do partido mesmo . Importante é continuar roubando

  4. Tereza disse:

    O Brasil não está quebrado. O Brasil só vai quebrar quando o último idiota for enforcado com o elástico da cueca do último corrupto.

  5. Marcelo disse:

    Em breve, mais um partido a desaparecer