Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-presidentes do PSDB querem que PF investigue suposto ataque hacker

Em nota divulgada nesta quarta, desenvolvedora de aplicativo que falhou durante as prévias tucanas indicou provável invasão externa como razão do problema
Ex-presidentes do PSDB querem que PF investigue suposto ataque hacker
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Ex-presidentes do PSDB vão solicitar ao partido que acione autoridades competentes, como a Polícia Federal, para investigação imediata da possibilidade de um ataque hacker ao aplicativo de votação das prévias da sigla, informa a GloboNews.

Segundo a repórter Ana Flor, a iniciativa é de Tasso Jereissati (foto). Embora o PSDB esteja à procura de um novo aplicativo, os ex-presidentes consideram que há um impasse e desejam que o problema seja solucionado.

No último domingo (21), as falhas no app desenvolvido pela Faurgs (Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul) obrigaram os tucanos a suspenderem as prévias para escolher seu candidato à Presidência. Membros da legenda estimam que só 8% dos quase 44 mil eleitores tenham conseguido confirmar o voto.

Em nota divulgada nesta quarta, a Faurgs alegou que seu aplicativo provavelmente sofreu um ataque hacker do tipo DoS (denial of service), quando um grande número de acessos simultâneos derruba o acesso a um site ou programa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO