Ex-presidiário contra genocida

Ex-presidiário contra genocida
Reprodução/Christiane Amanpour/Twiter

O ex-presidiário Lula, entrevistado pela TV argentina, disse que, “se for necessário”, vai se candidatar em 2022, para derrotar “um fascista que se chama Bolsonaro, um genocida, por ser o maior responsável pelo caos na pandemia”.

Ele ressalvou, porém, que “não necessariamente” será o candidato do PT.

Nem um detector de mentiras resolve.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO