Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-superintendente confirma que PF investigou Flávio no Rio

Em depoimento prestado hoje e obtido por O Antagonista, o ex-superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro Carlos Henrique Oliveira de Sousa contradisse afirmação ontem de Jair Bolsonaro de que a PF “nunca investigou ninguém da minha família”.

“Perguntado se tem conhecimento de investigações sobre familiares do Presidente nos anos de 2019 e 2020 na SR/PF/RJ disse que tem conhecimento de uma investigação no âmbito eleitoral cujo inquérito já foi relatado, não tendo havido indiciamento”, afirmou o delegado.

Embora Carlos Henrique não tenha detalhado, trata-se de um inquérito eleitoral que investigava se Flávio Bolsonaro cometeu lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral ao declarar bens nas eleições de 2014, 2016 e 2018.

Neste ano, o caso foi encerrado com pedido de arquivamento, sem quebras de sigilo fiscal e bancário.

A investigação foi aberta a partir de valores diferentes declarados pelo senador sobre um imóvel no bairro de Laranjeiras. Em 2014, ele informou que o imóvel valia R$ 565 mil; em 2016, declarou R$ 423 mil.

No depoimento, Carlos Henrique disse que não teve conhecimento de outras investigações envolvendo familiares de Bolsonaro em outros períodos que exerceu cargos de chefia no Rio: entre 2011 e 2013, quando foi chefiou o Serviço de Inteligência Policial; e em 2017, quando foi Delegado Regional Executivo, segundo cargo na hierarquia da Superintendência no estado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO