Ex-superintendente do BNDES diz que "não há mais tempo hábil para privatizar as grandes empresas"

Ex-superintendente do BNDES diz que “não há mais tempo hábil para privatizar as grandes empresas”
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-superintendente de relações governamentais do BNDES e ex-presidente do Cade, Ruy Coutinho disse a O Antagonista que “não há mais tempo hábil para privatizar as grandes empresas”.

Ele lembra que “2022 será ano de eleição, então temos 10 meses para fazer as privatizações. Até gostaria que acontecesse, mas não há mais tempo”.

Coutinho tem prestado consultoria e aborda temas como privatizações a grandes investidores. Segundo ele, “o momento passou e o capital político do governo já não existe mais”.

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
TOPO