Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-vice-governador do DF que já foi preso assumirá vaga na Câmara

Tadeu Filippelli, que foi vice-governador do Distrito Federal no governo do petista Agnelo Queiroz, assumirá uma vaga na Câmara dos Deputados.

Ele substituirá a deputada federal Celina Leão (PP), que aceitou o cargo de secretária de Esportes no governo de Ibaneis Rocha (MDB).

Filippelli, muito ligado a Michel Temer — de quem foi assessor especial –, é quem manda no MDB em Brasília. Em maio de 2017, ele foi preso no âmbito da Operação Panatenaico, que apurou superfaturamento nas obras do Mané Garrincha.

Em 2018, ele teve menos de 30 mil votos e não se elegeu deputado federal, ficando com uma vaga de suplente. Na campanha, Filippelli usou a imagem de Joaquim Roriz, o padrinho político que traiu durante sua trajetória para apoiar José Roberto Arruda, o primeiro governador do país preso no exercício do mandato.

A nora de Tadeu, Ericka Filippelli, é a atual secretária da Mulher do governo do DF.

Celina Leão, que deixa a Câmara para integrar o governo local, é investigada no bojo da Operação Drácon, que apura desvio de recursos de emendas parlamentares. No mês passado, três envolvidos no esquema foram condenados.

Leia também: POR QUE BOLSONARO QUER A PF DO RIO? (UMA TENTATIVA 'ESCANDALOSA')
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO