“Excesso retórico”

Sergio Moro, depois de marcar as primeiras audiências do processo contra Lula, ridicularizou os argumentos da defesa:

“Quanto às alegações de que as acusações seriam frívolas, fictícias, político-partidárias, fundamentalistas ou de que haveria ‘lawfare’ contra o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre outras, trata-se igualmente de questões de mérito revestidas de excesso retórico. Não cabe, reitere-se, análise de mérito nessa fase.”

Só faltou dizer que a defesa de Lula foi espetaculosa.

Faça o primeiro comentário