Exclusivo (3): "Combinamos com Meirelles para falar de candidatura só em março"

Na terceira e última parte da entrevista a O Antagonista, Marcos Montes revela que combinou com Henrique Meirelles para só falar de campanha a partir de março.

“As coisas têm de ser construídas naturalmente. O próprio Meirelles dificultou o caminho da candidatura dele quando deu declarações falando que toparia ser vice. Combinamos com ele (Meirelles) para falar de candidatura apenas em março.”

A estratégia agora é manter o ministro nos holofotes, mas só para falar de economia. As avaliações políticas, ficarão a cargo do partido.

O fato de Meirelles ser ministro de Michel Temer, o rei da popularidade baixa, não inviabilizaria por si só esse caminho que vocês pretendem percorrer?

“Em um primeiro momento, eu diria que não. Se a economia continuar se recuperando e, principalmente, com essa recuperação se refletindo numa melhora do nível de emprego, acho que as coisas poderão ser separadas. Uma coisa será o governo Temer, outra coisa será a economia do governo Temer.”

E a ligação dele (Meirelles) com o grupo grupo J&F?

“Ah, não. Eu avalio que se tinha que pegar alguma coisa nele, já tinha pego.”

Leia aqui os outros trechos da entrevista:

Exclusivo (1): “Meirelles não tem carisma nem voto, mas tudo muda”

Exclusivo (2): Vem aí a caravana do Meirelles

Comentários

  • Marcelo -

    E o que Meirelles tem a dizer sobre seu nome estar na lista Paradise Papéis - um ministro da Fazenda que não acredita no sistema financeiro que toca. Já faz 48 horas do vazamento e não sabemos sua resposta. E também qual o milagre de ganhar R$ 180 milhões com a JBS para "não fazer nada"?

  • Bendine -

    Já tem até o jingle de campanha, tirado do clássico da Broadway: "Pennies from heaven"

  • Intervenção -

    Não adianta eleições. São fraudadas, sai um ladrão e entra outro!

Ler 11 comentários