Exclusivo: A ata de compra da Refinaria de Pasadena

No material apreendido pela Polícia Federal com Jorge Zelada, há escrituras de imóveis na Região dos Lagos, no Rio, contratos de offshores e de consultorias de fachada e documentos internos da Petrobras.

Um desses documentos é a ata da reunião da diretoria executiva da Petrobras, ocorrida em 18 de agosto de 2005, na qual foi decidida a aquisição da Refinaria de Pasadena, negócio que gerou prejuízo bilionário para a estatal e muitos milhões de pixulecos para o PT e a sua turma.

José Sérgio Gabrielli presidiu a reunião, escoltado pelos diretores Almir Barbassa, Guilherme Estrela, Ildo Sauer, Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa, Renato Duque e o secretário-geral Hélio Fujikawa.

Uma planilha intitulada “Viagens Pasadena”, anexada ao mesmo relatório da PF, traz a relação dos funcionários da Petrobras que foram a Houston, entre 2005 e 2009, para tratar do temada refinaria. Foram realizadas 181 viagens, 50 delas no ano anterior à compra.