ACESSE

Exclusivo: Adélio foi reprovado em entrevista de emprego 9 dias antes do atentado

Telegram

O Antagonista descobriu que Adélio Bispo de Oliveira tentou arrumar emprego ao chegar em Juiz de Fora, na segunda quinzena de agosto.

Ele distribuiu seu currículo em várias empresas. No dia 28, foi chamado pelo RH do grupo Bahamas Supermercados. Na entrevista, porém, acabou reprovado.

O avaliador considerou seu discurso “muito linear, sugerindo omitir informações”.

Adélio disse ter se mudado para Juiz de Fora 12 dias antes, depois de ter morado no Sul. No formulário, obtido com exclusividade por O Antagonista, ele indicou como endereço a pensão de Aparecida Maria da Costa.

O homem que tentou matar Jair Bolsonaro contou também ter trabalhado num navio, mas não apresentou registros.

“Apresenta muita instabilidade em CTPS, chegando a trabalhar no máximo 9 meses. Não passou segurança para sua contratação. Não sugere compromisso com o ambiente de trabalho”, escreveu o avaliador.

Você sabe das novas revelações sobre o atentado a Bolsonaro? O mistério aumenta. Confira AQUI.

Comentários

  • Brás. -

    Aparecida Maria da Costa, a dona da pensão em Juíz de Fora que, por um triste "acaso", veio a falecer recentemente...

  • Rogerio -

    Tentou arrumar um emprego de fachada né?

  • Karla -

    Cláudio Dantas, veja isso! O delegado da PF Rodrigo Morais, que preside o inquérito do esfaqueamento de Bolsonaro, já foi assessor de Pimentel, governador petista de MG. Até a PF aparelhada!

Ler 56 comentários