ACESSE

Exclusivo: Amigos de Mantega foram beneficiados com contrato do Banco do Brasil

Telegram

Em novembro, O Antagonista publicou com exclusividade que Victor Sandri, velho amigo de Guido Mantega, criou o Fundo de Investimento Imobiliário Atrium Nações Unidas, administrado pelo BTG.

Sandri tem como sócio Henrique Peters, considerado por investigadores um operador do ex-ministro – alvo da Lava Jato.

O Antagonista descobriu agora que a dupla (Sandri e Peters) criou o fundo Atrium para captar recursos para a construção do edifício WTorre Morumbi e alugá-lo à BBMapfre, seguradora do Banco do Brasil, instituição subordinada ao Ministério da Fazenda – então comandado por Guido.

Sandri e Peters só conseguiram recursos para erguer o edifício porque firmaram o contrato de aluguel com a BBMapfre antes mesmo da construção do imóvel, em 2011, pelo valor de R$ 32 milhões por ano – durante um período de 19 anos.

Esse contrato de locação atípica foi fundamental para lastrear a emissão de títulos CRI (certificado de recebíveis imobiliários) no mercado, levantando os recursos necessários para comprar o imóvel, erguido pela WTorre – também investigada na Lava Jato – às margens do Rio Pinheiros, em São Paulo.

Numa tacada só, a dupla amiga de Guido Mantega virou dona do moderno edifício, que lhe garante uma renda milionária de locação por quase duas décadas, graças à generosidade da empresa subordinada a Guido Mantega e com a parceria da WTorre e do BTG.

Comentários

  • Mauricio. -

    Retificando, SANDRIA tem 5% e BABILA tem 95%.

  • Mauricio. -

    A ATRIUM NACOES UNIDAS DESENVOLVIMENTOS IMOBILIARIOS SPE LTDA - 11.566.386/0001-10 tem como estatutários SANDRIA PROJETOS E CONSTRUCOES LTDA, sócia com 95% - 49.739.410/0001-48, BABILA ADMINISTRACAO DE BENS LTDA, sócia com 5% - 08.995.130/0001-13, WILLIAM FREITAS SANTOS, administrador - 272.057.698-09, VICTOR GARCIA SANDRI, administrador - 897.027.278-04 e HENRIQUE PETERS JUNIOR, administrador - 010.730.078-80.

Ler 2 comentários