ACESSE

Exclusivo: Auditoria aponta irregularidades em repasses à 'TV do Lula'

Telegram

Uma auditoria nas contas da Empresa Brasileira de Comunicação encontrou irregularidades no repasse de quase R$ 2 milhões à TV do Trabalhador durante o governo Dilma Rousseff.

A TVT tem sido usada por Lula para se autopromover nas “caravanas” e também para atacar a Lava Jato.

O relatório, obtido por O Antagonista, mostra que o contrato já estava acertado bem antes da assinatura e que foi firmado com dispensa de licitação.

Os quase R$ 2 milhões para a “coprodução de obra audiovisual” teriam sido destinados a uma tal de “Associação Beneficente e Cultural dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema”.

No contrato, a Fundação Comunicação, Cultura e Trabalho, razão social da TV do Trabalhador, aparece como “interveniente”. Mas as duas entidades parecem ser uma coisa só, pois compartilhavam o mesmo endereço e tinham as mesmas pessoas no corpo diretivo.

Apesar das irregularidades descobertas, a auditoria de contas acabou resultando apenas em recomendações genéricas, sem o aprofundamento da investigação. O dinheiro, é claro, nunca foi devolvido.

Como O Antagonista revelou mais cedo, a TVT foi indicada por Gleisi Hoffmann e outros petistas como beneficiárias de quase R$ 800 mil em emendas de parlamentares no orçamento de 2018.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 70 comentários