Exclusivo: Áurea Pierre responde a processo disciplinar por engavetar mais de mil processos

O Antagonista descobriu que a subprocuradora Áurea Pierre, que pediu ao STJ que julgue a suspeição de Sérgio Moro, é alvo de um processo disciplinar por engavetar mais de mil processos.

Na portaria que instaurou o PAD, em dezembro passado, o corregedor Claudio Portela do Rego informa que, entre os anos de 2015 e 2016, a subprocuradora deixou de promover o andamento de centenas de processos judiciais.

No primeiro levantamento, foram encontrados 773 processos paralisados por 12 meses, dentre os quais 305 relacionados a réus presos.

O último relatório da correição indicou mais que o dobro de processos paralisados: 1650 casos, sendo que 1.001 estavam sem qualquer movimentação havia mais de 1 ano.

Confira AQUI a portaria de instauração do processo disciplinar contra Áurea.

Comentários

  • José -

    É uma petista jaguara.

  • luis -

    boa tarde, li a noticia, observei alguns comentários, e ri. Sou advogado, lido igualmente com processos, e sei o trabalho que tenho. eu e minha equipe. a noticia fala do que não tem ideia. observem, em 7/3/16 eram 1476 sem movimentação a mais de seis meses. 51 dias depois já eram 1650, 27/04/16, ou seja, um incremento de 174 processo. mais ainda observem que se fala em cifras de mil e muitos processos, alguém tem a mais vaga ideia do trabalho insano disso? é bem possível que essa procuradora seja responsável por mais de três mil processos concomitantes, é a media. e falam em se querer um estado mínimo, mais ainda?

  • Marcelo -

    Tem que acabar com esse negócio de estabilidade no emprego para esse tipo de funcionário público (seja de que poder for). Não interessa se é ou não concursado, se não cumpriu com suas obrigações de trabalho tem que ser demitido como em qualquer empresa privada. Nós, os clientes, agrademos!

Ler 93 comentários