Exclusivo: Brasil já gastou quase R$ 6 bilhões com médicos cubanos

Telegram

O Antagonista obteve dados atualizados e inéditos sobre o gasto do governo brasileiro com o Programa Mais Médicos.

Em apenas quatro anos, foram repassados à Opas (Organização Panamericana de Saúde), com destino final a Cuba, mais de R$ 5,7 bilhões.

Desse total, R$ 4,3 bilhões foram gastos com a chamada “bolsa-formação”, o nome que se dá ao “salário” dos médicos cubanos.

Como a ditadura dos Castro embolsa 75% do valor pago pelo governo brasileiro, algo em torno de R$ 3,2 bilhões foram desviados da finalidade original do programa.

A cifra é superior aos R$ 2,9 bilhões que o BNDES emprestou para obras do Porto de Mariel (R$ 2,4 bilhões), aeroporto de Havana (R$ 525 milhões) e para construção de fábricas locais (56 milhões).

Significa dizer que o Brasil entregou ao governo cubano dinheiro suficiente para construir outro porto, outro aeroporto e mais fábricas. Dinheiro que não será devolvido.

Para quem tem curiosidade, a diferença entre o total de R$ 5,7 bilhões e os R$ 4,36 bilhões das “bolsas” – cerca de R$ 1,3 bilhão – foi usada para pagamento de passagens aéreas, consultorias, auxílios diversos e com a taxa de administração da OPAS.

A planilha abaixo foi fornecida pelo Ministério da Saúde ao TCU, que apura a legalidade do programa.

Comentários

  • Pedro -

    Postem por favor ONDE estes coitados estão trabalhando. garanto que em 80% das regiões um brasileiro de classe média que se esforçou muito na faculdade e agora quer sombra e água fresca nunca iria passar o resto da sua vida.

  • Rogério -

    A que ponto chegaram as coisas nesse país. É inverossímil. E não aparece um fdp que tenha culhões pra liderar uma revolução nessa porra. Um terrorista do bem, um Militar destemido, sei lá, um maluco qualquer que faça uma guerra, uma doideira.

  • Walter -

    ATe qusando vamos alimentar terroristas travestidos de médico? ???

Ler 105 comentários