Exclusivo: chefes sabiam tanto quanto funcionário demitido da Petrobras

Na ação que move contra a Petrobras, o ex-funcionário Aníbal Moreira Pina afirma que seu superior — Alcides Santoro — recebeu o mesmo e-mail que causou sua demissão (a mensagem que, segundo a comissão de apuração da estatal, mostra que Rafael Eira da Silva participou da elaboração das regras da licitação a que concorreu). Entenda o caso aqui, aqui, aqui e aqui.

Ainda segundo o funcionário demitido por justa causa, a esposa de Santoro, Sara Macedo, que é funcionária terceirizada da estatal, também foi copiada no e-mail. Entre os argumentos apresentados na Justiça do Trabalho, Pina também afirma que Santoro agia conforme as determinações de Graça Foster.

Em suma: seus chefes e até a esposa do chefe sabiam exatamente como e quem estava sendo contratado.

Leia o trecho extraído da ação trabalhista:

Faça o primeiro comentário