ACESSE

Exclusivo: Corregedor da Câmara diz que há 'fato determinado' para CPI da Lava Jato

Telegram

Destacado por Rodrigo Maia para analisar o requerimento da CPI da Lava Jato, o corregedor da Câmara, deputado Evandro Gussi (PV), já tem seu parecer.

Ele disse a O Antagonista que “há fato determinado para a abertura da CPI”.

Segundo Gussi, “fato determinado não precisa ser necessariamente um fato verdadeiro. A investigação é que determinará isso.”

“O que o parecer técnico fará é delimitar o escopo da comissão. Não se trata de investigar a Lava Jato ou as delações, mas apenas apurar se um determinado advogado manipulou esses acordos para proteger alguém. A CPI só poderá investigar outro caso análogo.”

O Antagonista sabe que, na prática, será a mesma CPI da Lava Jato com uma roupinha mais adequada para a ocasião.

Como Paulo Pimenta deixou claro desde o início, o alvo prioritário é o advogado Figueiredo Basto, responsável pelas delações seminais da Lava Jato – tanto em Curitiba como no Rio. O alvo secundário é o advogado Carlos Zucolotto Jr, amigo de Sergio Moro que foi acusado pelo doleiro Rodrigo Tacla Durán de negociar delações.

Pimenta e a cúpula do PT sabem que a CPI não conseguirá reverter condenações, como a de Lula. O que essa gente vigarista quer é usar a comissão para reforçar a narrativa de perseguição ao ex-presidente e usar isso na campanha.

Rodrigo Maia concordou com essa palhaçada em troca do apoio do PT a seus objetivos partidários.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 121 comentários