Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé
Retrospectiva 2020

Furos da Crusoé: os cambalachos de Lulinha

Furos da Crusoé: os cambalachos de Lulinha
Arte: Rodrigo Freitas/Crusoé

No começo do ano, a Crusoé revelou que documentos apreendidos em dezembro de 2019 pela Polícia Federal na sede da Gamecorp S/A, em São Paulo, mostram que a empresa de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, comprou equipamentos em 2013 usando dinheiro de um contrato de financiamento do BNDES que foi terceirizado. Tal pai, tal filho.

Leia a íntegra da reportagem, clicando aqui.

Leia mais: Crusoé mostra como a corte do STF volta a ser palco de troca de farpas entre ministros, intrigas e até ameaças após o julgamento da reeleição no Congresso.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO