ACESSE

Exclusivo: Em delação, Palocci diz que pré-sal despertou lado sombrio de Lula

Telegram

Um dos principais capítulos da delação premiada, firmada por Antonio Palocci com a Polícia Federal, diz respeito à Sete Brasil, empresa criada para “intermediar” a construção e operação de sondas do pré-sal.

O Antagonista apurou que a narrativa de Palocci é complementar – e rica em detalhes – às delações de Renato Duque e Pedro Barusco.

O ex-ministro confirmou que Lula deveria receber mais de US$ 130 milhões em propina pelo esquema, ou seja, quase meio bilhão de reais.

Segundo Palocci, “a descoberta do pré-sal despertou o lado sombrio de Lula”.

Nas palavras do ex-ministro, o então presidente fez questão de comandar pessoalmente o esquema de corrupção.

Partiu de Lula, por exemplo, a ordem para que os fundos de pensão aportassem bilhões na constituição da empresa – que também recebeu aportes dos bancos Santander, BTG Pactual, Bradesco, de fundos privados e, claro, da Petrobras.

Os bilhões que deveriam financiar a construção de navios-sonda em estaleiros no Brasil, porém, foram escoados para o PT por meio de uma complexa engenharia financeira, que envolveu uma ampla rede de offshores.

Comentários

  • Jussara -

    Passo aqui sempre só pra confirmar como vocês são nojentos, podres, mesquinhos! Enquanto isso LULA SÓ CRESCE!!!!!! Podem não publicar, mas vão ter que ler!

  • Maria -

    Ganância, este criminoso tem q ficar preso por no mínimo 10 anos ,chega de roubalheira,os Srs ministros tem acesso ao processo dele,sabem q é um ladrão e mesmo assim querem soltar este FDP, isto só levanta suspeitas de q alguns ministros do STF estão envolvidos nesta corrupção toda!!!

  • Quest -

    Então elle era um santo antes do pre-sal, não é? Pronto, acharam uma justificativa para os pecados de Lula. Coitado, ele foi uma vitima do pre-sal, das sondas, do capitalismo corruptor.

Ler 147 comentários