ACESSE

Exclusivo: Governo Temer decide enfrentar 'bancadas religiosas'

Telegram

A menos de seis meses de deixar o Planalto, Michel Temer autorizou uma estratégia para atacar “as bancadas religiosas” com o pretexto de promover “a defesa da laicidade do Estado”.

O Diário Oficial da União de hoje traz um “extrato de termo de fomento”, com a autorização do repasse de 100 mil reais para o grupo “Católicas pelo direito de decidir” — uma ONG sem qualquer ligação com a Igreja Católica que tem como uma das principais bandeiras a legalização do aborto no Brasil.

O investimento, por meio da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres — dividido em duas parcelas (80 mil neste ano e 20 mil em 2019) –, é para que seja realizado um seminário de um dia “para debater a atuação da bancada religiosa conservadora no Congresso Nacional e elaboração de estratégias conjuntas de enfrentamento à esta atuação”.

A verba também seria destinada à criação de uma “Frente Popular Inter-religiosa” com propósitos semelhantes.

Comentários

  • Em -

    O cara já nasceu Temer e não foi à toa. Aquela cara de Vampiro Brasileiro lhe caiu como uma segunda pele. Ser bem casado e com uma "linda esposa" (aspas) é o seu maior predicado. No mais, tudo a temer. Até suas ideias melhores não prestam.

  • Janaina -

    Tem que acabar com todas as "bancadas" de vagabundos corruptos, tem que existir apenas a bancada do povo Brasileiro.

  • mario -

    Você só tem essa opinião porque nasceu. Tonto.

Ler 211 comentários