Exclusivo: Integrantes do MP e do Judiciário alertam para 'ameaças' da Segunda Turma do STF

Telegram

O Antagonista teve acesso, com exclusividade, a uma nota técnica assinada por 130 integrantes do Ministério Público e do Poder Judiciário que será divulgada nesta quarta-feira.

No documento, o grupo pede aos ministros do STF que cumpram a decisão do plenário que estabelece a execução da pena a partir da condenação em segunda instância.

CONFIRA AQUI A ÍNTEGRA.

Juízes, procuradores e promotores alertam para o fato de que “o desrespeito às decisões do referido colegiado quebra a ordem jurídica e ameaça gravemente o Estado de Direito”.

“O dever de estabilidade está adstrito coerentemente com dever de respeito aos precedentes já firmados e à obrigatoriedade de fundamentação para comprovar a distinção da decisão, sob pena de flagrante violação da segurança, valor fundamental da ordem jurídica.”

O texto sustenta que a Segunda Turma do STF tem frustrado “os justos anseios da sociedade por eficiente atuação do Estado contra corrupção e a impunidade”.

Vale ainda destacar o seguinte trecho da nota em que os signatários defendem que o Poder Judiciário deve se utilizar “dos parâmetros da necessidade, adequação e proporcionalidade de aplicação da prisão processual”:

“Verifica-se que a nova criminalidade tem garantia da impunidade, graças aos benefícios do desenvolvimento tecnológico; do poder econômico e político; utilizando-se de sofisticados instrumentos e novos meios de ação (novos sistemas de transferência e pagamento de valores monetário, fraudes em licitação, caixa dois etc), alcançando as novas descobertas da ciência antes mesmo das atividades de investigação policial. Ademais, tiram proveito, em igualdade com qualquer pessoa, dos escudos protetivos dos sistemas processuais do Estado de Direito. O mais grave é o enfraquecimento da própria democracia, vez que, ao adquirir poder de controle econômico e político, o crime organizado passa a ocupar posições ostensivas de autoridades do Estado.”

A nota técnica será protocolada no STF na volta do recesso.

Comentários

  • STF -

    Bolsonaro 2018. Não há outro caminho, exceto a intervenção militar severa contra essa corja cleptocrática protegida pelo STF.

  • Romeu -

    O Judiciário é mole até para protestar, se fosse para se insurgir.... credo, protesto frouxo. Não há indignação alguma dos operadores do direito. Nenhum pedido de demissão coletivo, no fundo, continuarão todos se abraçando. Sim o inferno é aqui. Reverências aos senhores doutores... vivem de impostos

  • Jur. -

    Não poderia deixar de elogiar a coragem e a contundência, tais quais a propriedade e a legitimidade dessa Nota Técnica emitida pelos srs. magistrados e promotores públicos, ora dirigida ao STF. Seu teor só demonstra a gravidade do nosso momento nacional.

Ler 70 comentários