Exclusivo: “Janot atua como advogado de Dilma”, diz Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes falou ao Antagonista agora à noite. Ele está indignado com o arquivamento do caso da gráfica fantasma e acha que Rodrigo Janot se desviou da função de chefe do Ministério Público. “Janot deve cuidar da Procuradoria Geral da República e não atuar como advogado da presidente Dilma”.

Para o ministro, o caso continua a merecer investigação. “A VTPB recebeu R$ 23 milhões, mas não tem funcionários nem equipamento. Pode haver outros crimes, inclusive fiscais e previdenciários. Houve fraude dentro da campanha”.

Gilmar Mendes diz que Janot extrapolou na função de procurador