“O governo sempre soube e foi omisso”

O Antagonista conversou com a coordenadora da Pastoral Carcerária de Manaus, Maria Marques de Souza. Há quase duas décadas, ela visita o Complexo Prisional Anísio Jobim toda semana.

Segundo ela, quem mais conhece a guerra entre as facções Família do Norte e PCC é o próprio governo. “Desde sempre”, destacou.

“Estão culpando as facções. E claro que foram as facções que fizeram isso. Mas será que é só isso? Tem muita coisa por trás. Eu vou lhe dizer uma coisa: as autoridades do estado são as que mais sabem de que quem manda ali são as facções. Quem domina os presídios aqui em Manaus, e eu acho que no Brasil inteiro, são as facções. A gente sempre soube disso e eles também sempre souberam. Mas eles nunca fizeram nada. O governo sempre soube de tudo e foi omisso, virou as costas. Não é que perdeu o controle. Parece que admitia mesmo, sabe?”

Ainda de acordo com a coordenadora da pastoral, o grupo — que vai aos presídios “para levar o Evangelho” — solicitou uma reunião com representantes do governo no ano passado justamente para tratar da situação tensa entre as duas facções que dominam o maior presídio do estado. Nunca houve resposta, segundo ela.