ACESSE

Exclusivo: PGR dá mais um tiro no peito do Centrão

Telegram

A PGR acaba de denunciar ao Supremo a deputada federal Iracema Portella (Progressistas), ex-mulher do senador Ciro Nogueira – principal liderança do Centrão no Congresso Nacional.

Portella é acusada de peculato e associação criminosa por esquema de rachadinha em parceria com o ex-deputado distrital Cristiano Araújo (PSD).

Rogério Cavalheiro, assessor do gabinete de Araújo indicado pela deputada, era obrigado a repassar a ela mensalmente parte do salário que recebia na Câmara Legislativa do DF.

O caso veio à tona durante busca e apreensão na casa de Ciro no âmbito da Operação Metanoia, desdobramento da Lava Jato. No local, a PF encontrou envelope com a inscrição ‘entregar nas mãos Dep.’, mais R$ 8,2 mil em dinheiro e dois contracheques de Rogério.

Casados por 25 anos e com duas filhas, Iracema e Ciro anunciaram a separação no ano passado na imprensa do Piauí, mas disseram que mantêm a parceria política e sociedades empresariais.

Na semana passada, como revelou O Antagonista, a PGR denunciou o deputado Arthur Lira, líder do Progressistas na Câmara e outro expoente do Centrão – além de candidato de Jair Bolsonaro à sucessão de Rodrigo Maia.

Leia também: A bolada do Centrão no governo federal

Comentários

  • Ruy -

    ... mandato de 5 anos e 10 todos para juízes, 1 deputado por 1.000.000 de brasileiros, 2 senadores por estado, etc., etc., etc. Não dá ? Então não temos do que reclamar ...

  • Glória -

    VAMOS JULGAR E PRENDER COM MAIS CELERIDADE ESSES LADRÕES. JUSTIÇA Q TARDA , FALHA. #MORO2022!!!

  • Paulo -

    ALMA PURA, QUADRILHAO DO PP, ESSA GENTE ROUBA A DECADAS, ANOES DO ORÇAMENTO, MENSALAO, PETROLAO, CONIVIDAO, FUNDAO SO DO FUNDAO ESSA GENTE VAI GANHAR R$ 140.000.000,00, SO O PP, E O INFERNO ILICITOS.

Ler 43 comentários