Exército reforça segurança nas ‘cabriteiras’ de Roraima

Mais militares chegaram à fronteira com a Venezuela em Roraima nos últimos dias. Já são 170 homens do Exército na região, segundo o G1.

A segurança foi reforçada em trilhas clandestinas, conhecidas como ‘cabriteiras’, usadas por criminosos, traficantes e imigrantes sem documentação.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Sureal disse:

    170 homens ? > então fecharam toda a fronteira.

Ler comentários
  1. José Valdemir disse:

    Ninguém quer ficar em países comunista e o pt .... bando criminoso queria isso no Brasil kkkkkkkk.

  2. José Valdemir disse:

    Muito se fala que o Brasil não cuida da sua fronteira. Para combater o contrabando. O Brasil tem 15 mil km de fronteira e diversos países. O Estados Unidos tem 3.500 km e dois países e não dá conta. Como querem isso do Brasil...

  3. Ricardo disse:

    A esquerda deveria ir a Roraima com a militância e tentar convencer os venezuelanos a voltarem para Venezuela.

  4. Fantástico - 25/02/2018 disse:

    Venezuelanos formam fila da fome ao alguém oferecer comida em Roraima: globoplay.globo.com/v/6531742