Explicamos a “travessia” de Levy

Na Turquia, para onde embarcou depois que o seu patrão Trabuco o segurou no cargo, Joaquim Levy disse que poderá ser criado mais um imposto para cobrir o rombo do governo.

Eis a fala indecorosa: “Pode ser que seja um imposto de travessia. Se a gente também, em paralelo, votar as questões estruturais e a economia for mais competitiva, provavelmente a gente, mais para frente, vai poder talvez retirar.”

O Antagonista explica o que é “um imposto de travessia”: Joaquim Levy é o dono do bote que promete levar você da Síria para a Europa, em troca de uma taxa “de travessia”. Você paga, embarca, dá adeus a Levy, que fica na praia observando, e o bote afunda no meio da jornada.