Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A exploração robótica do cadáver de Marielle

O debate nas redes sociais sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes foi influenciado pela presença de 1.833 robôs.

Foi o que mostrou um levantamento produzido pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) nos tuítes publicados sobre o assunto, das 21h de quarta-feira até as 10h30m de sexta, segundo O Globo.

“Esses robôs representaram até 5% do total da discussão, que chegou a 1,172 milhão de tuítes com 336.475 usuários únicos.”

O pesquisador Amaro Grassi, que participou do estudo, afirmou que esse número pode crescer:

“A polêmica vai se politizando de uma forma que os grupos mais organizados começam a acionar as suas estruturas.”

O Antagonista conhece bem as “estruturas” dos grupos mais organizados.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO