Extrema-imprensa

A assessora de imprensa de Flávio Bolsonaro, candidata derrotada a deputada federal, repassou para o próprio marido 60% da verba que recebeu do fundo eleitoral.

Diz a reportagem da Folha de S. Paulo:

Segundo dados do TSE, a jornalista Elisangela Machado dos Santos de Freitas, que se apresentava nas redes como ‘a federal do Bolsonaro no DF’, recebeu R$ 25 mil do fundo criado para financiar campanhas políticas e sua maior despesa, R$ 14,9 mil (59% do total), foi com o próprio marido, o engenheiro Ronaldo Robson de Freitas (…).

Ele recebeu R$ 10 mil para ‘serviços de coordenação de campanha eleitoral’, R$ 4 mil para ‘locação de equipamento para gravação de vídeo’ e outros R$ 900 para ‘serviço de divulgação de campanha’”.

Comentários

  • Fernando -

    Que patuscada !..

  • Presidente-XVII -

    Cadê a ilegalidade? E por falar no site República de Curitiba, é muito bom.

  • Gilberto -

    Essa jornalista é excelente! Fez um belo trabalho na sua campanha e o faz frente ao site República de Curitiba. Pena que uma parte do DF tenha optado por uma defensora do incesto.

Ler 73 comentários