Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Fachin autorizou a PF a investigar denúncias relacionadas a Toffoli

Antes de blindar Toffoli, Fachin autorizou a PF a investigar fatos delatados por Sérgio Cabral
Fachin autorizou a PF a investigar denúncias relacionadas a Toffoli
Capa: Rodrigo Freitas/Crusoé - Foto: Adriano Machado/Crusoé

Edson Fachin autorizou a PF a investigar as denúncias relacionadas a Dias Toffoli.

“Em 26 de fevereiro, a PF pediu pela primeira vez a Fachin o acesso às provas e o ministro encaminhou para manifestação da PGR”, diz a Folha de S. Paulo.

“Augusto Aras alegou que o pedido de compartilhamento não fazia menção a pessoas com foro no STF e foi contra a medida.

A polícia rebateu a posição da PGR e, em novo pedido a Fachin, disse que o material seria utilizado nos inquéritos abertos em 2020 com a primeira leva de depoimentos de Sérgio Cabral, em dois casos que tramitam no STJ e na ‘apuração preliminar dos relatos complementares que vêm sendo apresentados pelo colaborador’.

Em 23 de abril, Fachin expediu sua decisão em que aceitava parte do pedido da PF.”

Sucessivamente, Fachin proibiu a PF de investigar seu colega do STF.

A Crusoé teve acesso aos anexos de Sérgio Cabral, inclusive aqueles relacionados a Dias Toffoli. Leia a reportagem completa aqui.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO