Fachin barra ação de juízes por aumento

Edson Fachin rejeitou hoje ação movida por uma associação nacional de juízes que pedia reajuste salarial com base na inflação dos últimos anos.

A ação afirma que o STF e o Congresso foram omissos ao não garantir a “revisão geral anual” do salário dos juízes.

O último reajuste dos salários no Supremo, parâmetro para o Judiciário, foi em 2015. Hoje, um ministro da corte recebe R$ 33.700.

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Estou com o ministro Fachin. Segundo se noticia, a maioria do povo brasileiro recebe por volta de mil reais. Não tenho elementos para afirmar que os juízes recebam mau, mas na atual conjuntura do país e diante da realidade dos demais, não acho válida essa pretensão.

  2. Ler mais 6 comentários
    1. Estou com o ministro Fachin. Segundo se noticia, a maioria do povo brasileiro recebe por volta de mil reais. Não tenho elementos para afirmar que os juízes recebam mau, mas na atual conjuntura do país e diante da realidade dos demais, não acho válida essa pretensão.

    2. Vem pro mundo real dos milhões sem salários e os milhões com salário mínimo, pelo pouco trabalho e ainda muitos são desonestos vendendo HC e outras artimanhas, estão muito, muito bem pagos.

    3. Na atual conjuntura do país o salário desse ministro da corte está alto demais!!! Vamos cortar para alinhar com o sofrimento dos mais de 13 milhões de desempregados. Empatia, minha gente, empatia

    4. juízes- cambada de vagabundos–não fazem nada só quem trabalha são seus auxiliares–e quando fazem alguma coisa é contra o povo e as leis–como os estupradores de SÃO PAULO NA AVENIDA PAULISTA–LIBERAM OS CRIMINOSOS