ACESSE

Fachin: censura a reportagem de Crusoé foi revogada "após a confirmação da sua veracidade"

Telegram

No relatório que resume a tramitação da ação da Rede contra o inquérito das fake news, Edson Fachin mencionou a censura imposta no ano passado por Alexandre de Moraes à Crusoé e a O Antagonista.

Na época, a Rede pediu suspensão imediata da censura apontando violação à liberdade de expressão e de informação.

“Em 13 de abril, fora determinada a retirada cautelar de matéria jornalística, decisão revogada após a confirmação da sua veracidade”, narrou o ministro.

A reportagem mostrava que Marcelo Odebrecht referiu-se a Dias Toffoli em e-mail a executivos da empresa como o “amigo do amigo do meu pai”. O amigo do pai, Emílio Odebrecht, é Lula.

O STF não pode encarar a censura como um fato normal.

Leia mais: Até quando ele conseguirá frear Bolsonaro?

Comentários

  • Marcia -

    "Liberar" novamente a matéria jornalística não absolve a censura feita. Houve a censura e pronto! E com esse IP inconstitucional o q se pretende é mais censura pela frente!

  • Jose -

    Todos sabemos que é o amigo do amigo do pai dele, só o STF que não.

  • Roberto -

    Que delícia! Mario Sabino deve estar cantando no chuveiro hj 🤣🤣🤣

Ler 59 comentários