Fachin mantém preso advogado alvo da Operação Faroeste por venda de sentenças

Fachin mantém preso advogado alvo da Operação Faroeste por venda de sentenças
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro do STF Luiz Edson Fachin manteve a prisão preventiva do advogado Márcio Duarte Miranda, réu na Operação Faroeste por integrar um suposto esquema de venda de sentenças no TJ da Bahia.

A defesa de Miranda afirma que ele está preso preventivamente desde 2019, quando foi deflagrada a primeira etapa da Faroeste, e ainda não foi julgado.

Apesar disso, Fachin entendeu que os pontos levantados pela defesa são os mesmos trazidos na semana passada à Segunda Turma pela pela desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia e investigada na mesma ação penal.

Na ocasião, o colegiado rejeitou o recurso e manteve a magistrada na prisão. 

O advogado é genro de Maria do Socorro e apontado como elo para recebimento de propinas da desembargadora.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO