Fachin nega recurso à JBS

O ministro Luiz Edson Fachin vem sendo acusado, juntamente com Rodrigo Janot, de favorecer a JBS.

O relator da Lava Jato no STF, no entanto, negou na sexta-feira recurso para que a JBS desse prosseguimento à venda de operações da empresa em países do Mercosul para a rival Minerva, segundo O Globo.

O negócio, avaliado em US$ 300 milhões, fora suspenso por decisão da 10ª Vara Federal de Brasília há dez dias.

No recurso, Joesley e Wesley Batista afirmavam que o juiz substituto Ricardo Leite contrariou o Supremo ao não observar o acordo de delação premiada, no qual não estaria previsto este tipo de proibição.

“Com a imagem manchada, a empresa enfrenta dificuldade de conseguir crédito para refinanciar sua dívida. Assim, iniciou um programa de vendas de ativos, com o qual pretende levantar R$ 6 bilhões, para honrar os compromissos com credores. Estão à venda a irlandesa MoyPark, a fatia na empresa de laticínios Vigor e fazendas de gado nos Estados Unidos.”

Faça o primeiro comentário