Fachin prorroga inquérito sobre políticos do PP

Edson Fachin prorrogou por mais 60 dias o inquérito aberto para investigar políticos do PP pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva, registra o G1.

A decisão do ministro é da última terça (11) e entrou no sistema do STF nesta quinta (13).

O inquérito apura repasses da Queiroz Galvão a deputados e a senadores do partido. De acordo com as investigações, Aguinaldo Ribeiro, Dudu da Fonte, Arthur Lira e Ciro Nogueira teriam recebido, em 2011, R$ 1,6 milhão por um suposto contrato fictício.

Segundo a PGR, os parlamentares teriam ordenado a captação e o repasse de propina oriunda de contratos firmados por empreiteiras com a Petrobras de 2011 a 2012. Todos eles negam.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Marcos disse:

    Bem que eles gostariam, mas não podem mandar arquivar o encerrar todos os processos e investigações ao mesmo tempo. Vão liberando e soltando todos em doses "homeopaticas"

Ler comentários
  1. DNAbrazuelano disse:

    As Instituições continuam funcionando normalmente...

  2. Walkíria disse:

    As Máscaras estão caindo mais rápido agora! Valha-nos Deus! Bateu Desespero na ORCRIM! estão salvando seus pares antes do navio afundar! VERGONHA!!!