Facínoras do Morumbi: Alckmin está absolutamente certo

Ontem à noite, a polícia de São Paulo matou dez facínoras que aterrorizavam o Morumbi, com assaltos a casas.

Eles portavam quatro fuzis e coletes à prova de balas.

Geraldo Alckmin justificou a ação da polícia:

“Quem está de fuzil não está querendo conversar.”

Ele está absolutamente certo.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 49 comentários
    1. Finalmente alguém utilizou um raciocínio básico.
      Basta responder algumas perguntas bem elaboradas ….
      para começar:
      – Por que alguém, que não é militar em trabalho, porta um fuzil?

      -> bala nele. precisamos urgente instituir a lei do abate para portadores de
      armas pesadas.

    2. Parabéns por serem uma das melhores Polícias do Mundo, Parabéns Polícia Cívil do Estado de São Paulo, Parabéns Secretária de Segurança SP e Parabéns Governador #GeraldoAlckmin #45 por ampliarem a segurança mais e mais a cada segundo em nosso Estado SP !!! @geraldoalckmin_

    3. Parabéns a poliçada paulista. Na folga venham ao Rio da uns tecos nos otarios daqui tbm. Quem reprova o trabalho dos policiais são os clientes dos bandidos. Usuários e elite viciada.

    4. No jornal da manhã, da jovem pan, villa perguntou: porque não prenderam(pouparam a vida de bandidos) antes? A Vera, a senhora “sou contra a autodefesa”, ficou revoltadinha e achando um absurdo a morte dos bandidinhos “vitimas” e ainda quis por na conta da população o sentimento de revolta das mortes. Se continuarmos dando ouvidos a pessoas que defendem bandidos, o “holocausto brasileiro” continuará.

    5. Se fosse aqui no Rio seriam 30 policiais mortos, mais 40 policiais feridos e nenhum bandido morto, ferido ou preso. O motivo? É que aqui no Rio a polícia é PACIFICADORA. Isso mesmo, para enfrentar um exército matador o Rio manda um exército pacificador. Inteligência não é coisa nossa.

    6. A Vera Magalhães hoje no jornal da Joven Pan, só faltou dar voz de prisão ao delegado responsável, acusando-o de não ter planejado melhor o enfrentamento dos bandidos de fuzil e praticamente querendo dizer que se tratou de uma “execução sem direito à defesa” por parte da polícia civil – estes sim, heróis neste confronto.
      Dá vontade de mandar a Vera lá, negociar um acordo de paz com os criminosos.

      1. D’acordo manda esta Vera lá negociar um acordo de paz com os criminosos. Falar é fácil, difícil é fazer o que é preciso.

      2. Se não conseguirmos emplacar alguém de direita de verdade em 2018, iremos perpetuar essa imprensa cor de púrpura, escolas com partido (vermelho), etc. Tenos que quebrar a espinha do establishment!

    7. Tinha DEIC, tinha GARRA
      Resultado : dez bandidos fortemente armados, dez pijamas de madeira para os caras.
      Nenhuma baixa do NOSSO lado.
      Como diria a petralha poética, a Polícia Civil de SP não está pra ninharias.
      Como diria o Lulla, eles só queriam um dinheirinho …
      O país tem jeito sim. Depois que se prender o Lulla a coisa melhora

      1. M do Rosário no pescoço dos outros acha-se o máximo com a publicidade que ganha com seus ditos e gestos “espirituosos” digo escandalosos e esdrúxulos. O fato é que ela deve estar vindo de Brasília para Para Porto Alegre e vice-versa de carro ou disfarçada, pois, não se tem mais notícia de sua passagem pelo aeroporto de Porto Alegre.

      1. Tudo bem, mas antes do Alckmin, não tínhamos fuzil em SP, entre o Alckmin e Doria, eu sou mais Doria, não sei por que, acho que eu já cansei de perder.

    8. O alquimista dará medalhas aos heróis ,ou o MP vai indiciá-los por terem ganho o jogo de 10 a 00 à favor da sociedade de bem , sem que os protegidos dos direitos humanos tenham se quer feito o seu gol de honra ? Esperemos os próximos dias. Parabéns a polícia , 10 x 00 é bom de mais.

    9. Chuchu nunca gostou da polícia, tá falando isso só para faturar eleitoralmente essa notícia.
      Chuchu a única notícia boa que vc pode dar ao Brasil, aos tucanos e aos paulistas é:
      Apoiar Doria, não licenciando e dando uma banana para o MÁRCIO FRANÇA SOCiALISTA OPORTUNISTA!!

      CORAGEM CHUCHU, VC CONSEGUE, FAÇA ISSO, VAI RESOLVER SEUS PROBLEMAS NA JUSTIÇA, E DANDO TUDO CERTO, VC VOLTA COMO MINISTRO SÓ DORIA, VÁ POR MIM, TENHA CORAGEM

    10. Parabéns as Policias Civil e Militar de SP, bandido bom é bandido morto. Os militares do Exército e da Policia do RJ deviam fazer um estágio com os Policiais de SP para aprederem como é que se faz.

    11. Impressionante que ainda é preciso que o governador justifique a ação para confrontar a jornalistada pogreçista que ja deve estar estrilando por conta de tanto tiro. Quando vamos nos livrar dessa imprençinha pró-bandido de mérda?

    12. Todos brasileiros de bem e acuados pelo crime aplaudem os policiais de SP. Só os muito a toa têm o discurso de que eram ” 10 jovens trsbalhadores”. Prestaram atenção, Ivam Marx e Maria do Rosário?

    13. Engraçado como esses políticos (que nunca fizeram nada contra a violência) estão mudando o discurso GRAÇAS A BOLSONARO. Até outro dia, estariam se justificando para os direitos dos manos.

    14. Vai que os bandidos tivessem a ideia de assaltar novamente a casa do cunhado de Alckmin!
      Era URGENTE detê-los. Apoiado, governador!
      .
      15/11/2016 19h28 – Atualizado em 15/11/2016 19h41
      Ladrões invadem casa de cunhado do governador Geraldo Alckmin
      Grupo fortemente armado rendeu vigia na madrugada nesta terça (15).
      Eles levaram joias e dinheiro de cofre do empresário Adhemar Ribeiro.
      Do G1 São Paulo
      FACEBOOK
      Um grupo fortemente armando invadiu a casa do cunhado do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na madrugada desta terça-feira (15), na Zona Sul da capital paulista. A informação é do SPTV.
      Os assaltantes chegaram ao local por volta das 4h30. Cinco homens estavam em um furgão com placas clonadas. Eles pularam o muro, renderam o vigia e entraram na casa, que fica no bairro do Morumbi, a menos de um quilômetro do Palácio dos Bandeirantes.
      O empresário Adhemar César Ribeiro, de 75 anos, estava sozinho no momento do assalto. Ele é casado com Maria Paula Abreu César Ribeiro, irmã da primeira dama do estado, Lu Alckmin.
      À polícia, Ribeiro disse que foi agredido com um soco no peito e outro no estômago. Depois, os bandidos teriam colocado uma arma na cabeça dele. Os assaltantes ficaram dentro da casa por cerca de 1 hora. Eles portavam um fuzil e se comunicavam por um ponto eletrônico no ouvido.
      Os assaltantes exigiram que o empresário abrisse o cofre onde guardava joias, relógios e dinheiro. E ainda levaram vários objetos de luxo. A polícia investiga se funcionários que trabalharam na casa têm envolvimento com o assalto. Um dos bandidos teria dito “eu já estive aqui”.
      .
      http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/11/ladroes-invadem-casa-de-cunhado-do-governador-geraldo-alckmin.html